HISTORIA DO TIME DO PALMEIRAS

1914 – A Fundação do Palestra Itália
Com a vinda dos clubes italianos do Torino e do Pró Vercelli à cidade de São Paulo, a colônia italiana da época se entusiasma com a idéia de fundar um clube que os represente.

Em meio à excursão dos clubes italianos, Luigi Cervo pocura a redação do Fanfulla, maior jornal da colônia na época, visando publicar uma carta convite conclamando os italianos e descendentes para a fundação de um time de futebol. O jovem redator Vicente Ragognetti, brasileiro filho de italianos, assume a responsabilidade de escrever essa carta-convite, que foi publicada na edição 14/08/1914, uma sexta-feira, na seção “Gli Sports”, à página 4, com o título “Per la formazione di uma squadra italiana di foot ball in S.Paolo”, que convocava os esportistas italianos para a fundação do novo clube.

Por que Palestra Itália?
A palavra “palestra” é de origem grega – palaistra – e passou para o latim como “palastrae”, designado locais destinados a debates e estudos. Na Itália do começo do século 20, o termo “palestra” referia-se a locais onde se ensinavam e praticavam atividades atléticas esportivas, o que inspirou os fundadores do novo time brasileiro. Ainda hoje, diferentemente da interpretação brasileira, o termo é usado no mundo inteiro para designar local de exercícios físicos e escola de lutas.

Princípios do Palestra Itália
Na presença de 46 jovens fundadores, foi lido, em italiano, o estatuto do novo clube, que declarava ser aquele um clube de italianos para os italianos, mas também dedicado a integrá-los aos “filhos do País e membros de outras nacionalidades”. O objetivo, segundo o estatuto, era “cultivar esportes em geral e desenvolver futebol em particular”

O primeiro jogo
Em 24 de janeiro de 1915, o Palestra Itália entrou em campo pela primeira vez, contra o forte time do Savóia de Votorantim. A vitória, pelo placar de 2 a 0, garantiu a primeira taça ao Palestra: a Taça Savóia.

1942 – Do Palestra a Palmeiras
1942 marca a entrada do Brasil na II Guerra Mundial, ao lado dos aliados, fato que leva o governo Vargas a baixar lei obrigando todas as instituições esportivas com nomes estrangeiros a mudarem suas denominações. Caso se recuasse a atender essa nova denominação, o clube poderia ter sua sede e estádio tomados. Por isso, o Palestra viu-se obrigado a substituir seu nome e suas cores, abdicando da cor vermelha do uniforme. Assim, em 20 de setembro daquele ano, o Palestra Itália passa a chamar-se Palmeiras.

E o Palmeiras já nasceu campeão: o primeiro jogo sob novo nome era justamente a partida que ia decidir o titulo do Campeonato Paulista de 1942, e deu Palmeiras – 3 a 1 contra o São Paulo F.C, seu principal rival à época.

As muitas conquistas obtidas ao longo de sua história nos campos de futebol fazem do Palmeiras o Campeão do Século, conforme diversos rankings de órgãos e instituições de respeito. Tal reconhecimento num país tido como “o país do futebol” não deixa dúvida quanto à grandeza desta Sociedade.

Federação Paulista de Futebol
No final do ano de 1999, a Federação Paulista de Futebol atribuiu ao Palmeiras o título de Campeão do Século. O critério da escolha, simples e determinante, levava em conta todos os campeonatos importantes realizados no Brasil até então, tendo o Palmeiras conquistado 37 deles.

O Estado de S.Paulo
A partir de diferentes registros históricos, o jornal Estadão elaborou um ranking exclusivo e também apontou o Palmeiras como o Campeão do Século.

Revista Placar
Também em 1999, a revista Placar publicou o seu Ranking do Futebol Brasileiro, que era atualizado anualmente e naquele ano colocava o Palmeiras como primeiro lugar.

Folha de S.Paulo
O jornal Folha de S.Paulo é o órgão de imprensa que divulga o mais antigo e tradicional ranking de futebol. De acordo com seu critério de pontuação, o Palmeiras terminou o ano 2000 em primeiro lugar.
Principais ídolos

Os primeiros ídolos
Uma história tão gloriosa só poderia ser repleta de grandes ídolos. Bianco Gambini foi o primeiro deles. Heitor Marcelino é até hoje o maior artilheiro do Verdão. Romeu Pelliciari foi também goleador e marcou época.

Junqueira e Valdemar Fiúme
Orgulhos da S.E Palmeiras por tantos anos de bom futebol, dedicação, títulos e amor à camisa do Palestra/Palmeiras, Junqueira e Valdemar Fiúme foram homenageados com bustos na sede do clube.

Ademir da Guia
Maior craque da história do clube, o Divino jogou no Palmeiras por 16 anos, tendo conquistado inúmeros títulos. Também foi homenageado com um busto nas alamedas do Palestra Itália.

Artilheiros
Os maiores goleadores do Verdão foram: Heitor, César Lemos, Ademir da Guia e Evair.

Defesa que ninguém passa
Reconhecido como uma das maiores escolas de goleiros do mundo, o Palmeiras revelou nomes como Oberdan Catani e Fábio Crippa, campeões mundiais pelo Verdão em 1951, Valdir de Moraes, campeão com a primeira Academia, Émerson Leão, estrela nos anos 70 e presente a 4 Copas do Mundo, e o pentacampeão com a seleção brasileira, Marcos.

Palmeiras é Brasil
No dia 07 de setembro de 1965, o Brasil voltou todas suas atenções para Belo Horizonte, onde estava sendo inaugurado o Estádio Magalhães Pinto, o Mineirão.

Para coroar os festejos da inauguração do novo estádio, organizou-se um amistoso entre a Seleção Brasileira e o Uruguai. Foi então que, pela primeira vez na história do futebol brasileiro, uma equipe de futebol foi convidada a compor toda delegação nacional. Do goleiro ao ponta esquerda e incluindo os reservas, essa primazia coube à Sociedade Esportiva Palmeiras.

Um reconhecimento à melhor equipe do País, que vencia e convencia, encantando de tal maneira que havia recebido da imprensa e do povo a alcunha de “Academia de Futebol”.

Palmeiras em Copas do Mundo
Todas as seleções brasileiras que foram campeãs mundiais contaram com jogadores do Palmeiras:
1958 – Mazzola
1962 – Zequinha, Djalma Santos e Vavá
1970 – Zinho e Mazinho
2002 – Marcos

Libertadores
O Palmeiras é o clube brasileiro com mais participações na Copa Libertadores da América. É também o time nacional com maior número de vitórias na competição.

O Estádio Palestra Itália
Adquirido pelo clube em 27 de abril de 1920, o Estádio Palestra Itália pertencia, desde 1902, à Cia. Antártica de Bebidas, e nele já se disputavam partidas oficiais de futebol. Várias melhorias foram, então, providenciadas – a principal delas a transformação do estádio no famoso “Jardim Suspenso”, obra pioneira à época e que teve início em 1955 e foi concluída em 1964.

Foi no Palestra Itália que o Palmeiras conquistou alguns dos seus principais títulos, como a Libertadores de 1999 e diversos Campeonatos Paulistas. No seu estádio, o Verdão detém invencibilidades históricas contra rivais estrangeiros, em competições como a Libertadores da América.

Sua localização estratégica dentro da cidade de São Paulo o credencia a receber importantes eventos musicais e internacionais.

Torcida
Segundo estimam renomados institutos de pesquisa, são 15 milhões de apaixonados palmeirenses, uma das maiores torcidas do País, com torcedores espalhados por todo Brasil e pelo Mundo.

Além da grande importância que tem nas arquibancadas incentivando o time, a torcida do Palmeiras apresenta enorme potencial de mercado, dada sua elevada penetração em todas as regiões do País, especialmente no Sudeste e no Estado de São Paulo, grande centro econômico do Brasil.
Inúmeras pesquisas também atestam que a torcida do Palmeiras, com ampla margem de torcedores na faixa etária de 16 aos 24 anos, vem se renovando ao longo dos anos.

É graças a essa torcida que a S.E Palmeiras detém outra tradição histórica: a de responder por uma das maiores médias de público nos estádios.

Infra-estrutura
Na Academia de Futebol, os atletas do Palmeiras contam com uma moderna infra-estruturam destacando-se o novo Centro de Condicionamento e Recuperação Física.

Equipado com aparelhos de última geração desenvolvidos pela italiana Technogym, empresa de renome internacional, o espaço é dedicado a treinamento de alto nível. Exemplos desse avançado aparato técnico à disposição dos atletas são a pista emborrachada de 25 metro, que simula as condições do gramado em termos de impacto, e a Power Plate, uma plataforma vibratória que é inédia entre clubes brasileiros.

Totalmente reformado, o prédio que abriga a Academia de Futebol ainda dispõe de salas de fisioterapia e fisiologia, outra para hidroterapia, enfermaria, consultório médico, sala para a comissão técnica, vestiários para os atletas e sala de hidromassagem. Toda essa estrutura coloca o Palmeiras no mesmo patamar dos grandes clubes do mundo.

Centro de Treinamento
O Centro de Treinamento do Palmeiras, o CT, ocupa uma área de 550 mil m². Na Academia, treinam todas as equipes de base do Verdão, além dos profissionais. São 3 campos gramados e um grande ginásio poliesportivo. O clube ainda tem outro CT, o do Parque Ecológico do Tietê, voltado para as categorias de base.

Sede Social
A sede social do Palmeiras fica na Rua Turiassu, bairro de Perdizes, na cidade de São Paulo. São diversas atividades esportivas e culturais oferecidas pelos sócios. É na sede social que fica o Salão de Troféus do clube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.